A s10 e a vizinha que castigou o voyage


Quando tinha 19 anos a mesma vizinha que castigou o voyage ainda morava ao lado. Ela namorava um cara e os filhos dela estavam de ferias na casa do pai. O namorado dela tinha uma s10 e estava na casa dela de manhã, ia embora e deu partida no carro. Eu estava pintando o muro que divisava com a casa dela e pude escutar a conversa. O namorado disse que a caminhonete estava soltando uma fumaça pediu pra ela olhar, ela disse: quer que eu acelere pra vc? Ele disse vai lá então.

Ela sentou e ele disse vai!

Ela começou a acelerar dava umas pisadas até o meio depois dava umas esgoeladas sem dó. A s10 urrava com aquele motorzão v6 e ela metia o pé sem dó. Tipo pisava até o talo voltava um pouco o pé e metia de novo no fundo o acelerador. E o namorado dela dizia: vai pode pisar mesmo. Pisa até parar de sair essa fumaça.

E ela metia o pé sem medo. Atolava sem dó o acelerador no fundo. Eu parei de pintar o muro e fiquei pensando naqueles pezinhos castigadores e escutando o motor v6 gritar alto e ela sentava o pé sem dó. Até que deu uma esgoelada de uns 6s e soltou e quando o carro normalizou ela ainda deu mais umas 4 sentadas de pé que deu medo.

Aí ela parou e eu escutei ela dizendo pro cara: quer que eu pise mais? Ele disse que não, ela saiu e eu ainda escutei o barulho das havaianas batendo no calcanhar dela, que delícia, foi um episódio que não vi completamente, mas eu estava ao lado pra testemunhar mesmo do outro lado do muro.

Anúncios

Comente sobre essa História

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s