A Garota de Programa e Suas Solinhas Delicadas e Pezinhos Impiedosos!

Photo from www.pumpthatpedal.com

Desde de o dia que vivenciei esta história aqui. Fiquei pensando em mais uma vez ver uma profissional satisfazendo meu desejo. Então fui a uma conhecida avenida da cidade e conversando com a Garotas fui perguntando qual delas que curtia podolatria. Elas foram me indicando até que cheguei a uma menina chamara Solange. Era uma morena não muito bonita com um corpo meio zoado mas com pezinhos lindos. Ela estava de tamancos abertos nos dedos e revelava dedinhos deliciosos demais com unhas clarinhas e formato perfeito.

Comecei a conversar com ela e logo disse qual era a minha tara, ela disse que não sabia dirigir mas pelo preço certo poderia realizar minha fantasia, mais uma vez não queria foto nem vídeos. Ela disse que já tinha realizado muitas fantasias com aqueles pezinhos numero 36, lindos. Solinhas macias e muito bem cuidadas. mas nunca tinha feito esse tal de pedal pumping e então entrou no carro, eu estava numa variant 76, não era minha portanto ela poderia acelerar sem parar.

Fomos até um lugar que pudéssemos ficar tranquilos e parei bem embaixo de um poste que iluminasse dentro do carro para que eu pudesse observar bem aqueles pezinhos acelerando forte. Encostei o carro, saí  dei a volta para ficar ao lado da porta do motorista. Ela então passou para o banco do motorista e foi tirando os tamancos revelando toda a beleza daqueles pés maravilhosos. Eu estava muito empolgado com aquilo. Prometia ser um bom investimento. Mas pra falar a verdade, as lembranças que ficaram daquele dia, estão mais vivas do que nunca.

Eu expliquei pra ela o que ela deveria fazer e como eu gostava. Ela prestava atenção e rapidamente foi entendendo o que devia fazer pois eu sempre deixei claro os detalhes que gostaria de ver. Ela estava entretida enquanto eu explicava e ela deixava seu pé direito bem próximo da minha boca. eu podia sentir o cheiro suave dele enquanto dava as instruções pra que ela não tivesse dó de acelerar aquele carro.

Instruções dadas eu pedi pra ela ficar à vontade e não se incomodar com o barulho e começar a acelerar. Ela estava sorrindo, acho que meio sem graça mas também na expectativa. pois seria dinheiro fácil pra ela. O dobro do que ganharia só por um programinha de meia hora. Ela então deu a primeira pisada no acelerador. Apertou forte até o fundo e soltou quando o carro rugiu. Apertou outra vez até o fundo e soltou. eu estava ao lado daquelas pernas lisas e aqueles pés perfeitos pisando forte mas apenas começando. Ela foi ganhando confiança e começou a pisar até o fundo sequencialmente pisando e soltando até começar a dar socadas no acelerador com aceleradas fortes até o fundo mas rápidas.

Eu incentivava, dizia para socar o pé sem dó e ela foi aumentando a velocidade enfiando o pezinho no acelerador e fazendo a velha variant rugir como nunca. Ela foi sem empolgando e socando o pé sem dó apertando e soltando por várias vezes. Eu podia ver aquele movimento tão de perto e sentir aquela pressão e o cheiro do combustível queimado. E ela sem parar de socar o pezinho no acelerador sem medo. Até que pedi pra ela parar. E ela posicionou o pezinho no chão. ela estava com o pé esquerdo em cima do banco pra facilitar minha visão. Pedi pra ela pisar por mais tempo e com bastante força como se estivesse martelando o acelerador no chão. Ela posicionou o pé no acelerador e deu uma pisada forte e segurou um pouco e soltou. Fez outra vez, sempre olhando meu olhar de aprovação e começou a aumentar a velocidade. Ela gostava de apertar e soltar. E pisava sempre até o fundo fazendo o carro urrar. Então eu pedi pra ela parar, levantar o pé e socar de uma vez até o chão o acelerador e segurar o pedal atolado. Ela então mais que rápido fez. Atolou tudo de uma vez e ficou segurando e rindo e o carro urrando mais alto. Pedi pra ela fazer outra vez e ela soltou o acelerador e enterrou o pé outra vez e ficou segurando ainda mais tempo. Soltou e socou o pé outra vez, e mais uma vez e mais uma vez e começou a socar e soltar sem parar e sorria como se estivesse gostando.

O carro gritava muito e o pezinho dela não parava de martelar o acelerador. A visão era extrema! Eu Estava em êxtase. Pedi pra ela atolar o pé no acelerador e só soltar qdo eu dissesse. Mas quando ela soltasse queria ver suas solinhas com as marquinhas do acelerador. Ela levantou o pé e deu uma atolada fenomenal. Socou o pé com vontade no acelerador fazendo o carro urrar com rapidez. enquanto ela afundava o pedal eu pedia pra ela esmagar o acelerador e ela pressionava ainda mais com a planta do pé e levantava o calcanhar espremendo ainda mais o acelerador e esticando aquele pezinho perfeito. Deixei aquela mulher acelerar por uns 30 segundos e pedi pra soltar e me mostrar as solinhas.

lado-do-motorista

Photo from www.pumpthatpedal.com

Que visão! estavam marcadinhas pelo acelerador característico da Variant. Meu coração veio na boca. Pedi outra mas desta vez queria ver as solinhas mais marcadas ainda e ela então voltou pro acelerador com toda a violência possível. ela pisou tudo até o talo, espremendo com força até levantar seu calcanhar e esticar aquele pezinho perfeito esmagando o acelerador e fazendo o carro gemer alto. Eu pedia pra ela apertar mais e ela simplesmente se levantou no banco esticando sua perna ao máximo pra afundar o pedal no assoalho. Empurrava o pedal mais pro fundo ainda enquanto se esticava no banco como que se fosse furar o assoalho. Ficou ali esmagando o acelerador por uns 45 segundos e o motor já estava pedindo clemência e ela sorrindo e eolhando para seu pezinho atolado e então pedi pra ver as solinhas.

Ela então se ajeitou no banco e soltou o acelerador me revelando aquela solinha a esta altura com marcas profundas do acelerador. Aquele pezinho era muito lindo e tinha marcas deliciosas. Ela disse que estava com o pezinho doendo daquela acelerada. Pediu um tempo pra se recompor. Eu corri para o lado do carona e sentei no banco me oferecendo pra fazer uma massagem. Ela então colocou aqueles pés lindos em meu colo e enquanto eu massageava o pezinho direito sentindo as profundas marcas do acelerador ela me excitava com seu pé esquerdo. Já estava quase gozando. Ela ela disse que estava pronta.

Eu então disse que desta vez queria diferente, queria ver bem de pertinho aquele pezinho acelerado até o fundo mas eu iria ficar do lado do carona mas com a cara bem perto do acelerador. Ela então perguntou como eu queria que ela acelerasse. Eu disse pra ela continuar dando socadas no acelerador tipo levantando o pé e afundando até o chão o pedal mas que ficasse segurando com a pontinha do dedão.

Ela começou a dar bombadas violentas no acelerador como se estivesse praticando algo e o motor respondia a cada acelerada até que ela começou a pisar, segurar uns 3 segundos e soltar, voltava o pé no acelerador e segurava mais e soltava o motor urrava ainda vigoroso e ela pisava mais e mais ela acelerava de forma muito violenta. Uma profissional com certeza. Nunca vi pezinhos tão lindos acelerando com tamanha violência e precisão.

Ela pisava tudo até o fundo e segurava com o dedão espremendo o acelerador, as vezes com a planta do pé apertando, mas na maioria das vezes ela ficava apertando com o dedão o acelerador já encostado mas sempre pressionando mais até o fundo. O carro estava fazendo um barulho ensurdecedor e ela não parava de acelerar.

lado-do-carona

Photo from www.pumpthatpedal.com

Cheguei a cara bem perto daquela cena e pude ver seu trabalho de perto. Era demais ver aqueles dedinhos espremendo o pedal e ouvir o barulho ensurdecedor do motor. Cada vez que ela apertava o acelerador até o talo aqueles dedos ficavam esbranquiçados de tanta força que ela fazia e pude ver bem de perto. Até que eu pedi pra ela segurar o pedal no máximo. Ela socou mais uma vez o acelerador até o fundo e ficou espremendo o pedal com o dedão. Depois de uns 25 segundos pedi pra chupar aquele dedão pois não estava aguentando.

O que se seguiu me surpreendeu. Ela me colocou o dedão na minha boca e eu podia sentir aquelas marquinhas do pedal naquele dedão delicioso entquanto ela ficava socando o pé esquerdo no acelerador. Eu parei de chupar aquele dedão e pedi pra ela pisar sem dó e com muita violência, queria ver aquele carro gemer. Ela com o dedão na minha boca pisava insistentemente no acelerador com o pezinho esquerdo. Não parava de acelerar até o talo e o carro não parava de urrar alto. E eu com aquele pezinho pesado em minha boca com as marquinhas do acelerador ainda profundas. Podia sentir aquela textura com a minha lingua e estava em êxtase.

Ela então tirou o pezinho da minha boca e começou a pisar com tudo no acelerador com os dois pés o carro parecia que ia estourar e ela começou a me masturbar enquanto socava aqueles pezinhos deliciosos no acelerador e fazia o motor esquentar e gritar como nunca. Ela desencanou do pé esquerdo e focou seu pé direito acelerando demais sem dó. A esta altura eu já tinha gozado mas ainda estava excitado e ela continuava martelando o pedal do acelerador e dava esgoeladas de dar pena no motor. Ela esgoelava sem dó o carro e ele de repente morreu enquanto ela tinha enfiado o pé sem dó até o fundo. Quando soltou o carro não estava funcionando. Ela insistentemente bombava o acelerador e perguntava o que tinha acontecido. Eu disse que tinha esquentado demais. O cheiro era muito forte, achei que tinha fundido o motor.

Ela colocou aqueles pezinhos em meu colo e me masturbou mais uma vez. Desta vez com os pezinhos eu podia sentir aquela solinha marcadinha pelo acelerador me fazendo gozar mais uma vez. Meu tempo estava acabando e eu comecei a ficar preocupado pelo carro pois se não pegasse outra vez eu estaria perdido. Depois daquele delicioso footjob ela perguntou se eu tinha gostado. Eu nem sabia como descrever minha sensação. Ela disse que estava muito excitada com tudo aquilo. E que mal podia esperar para uma próxima vez. Eu disse que também mal podia esperar.

Mas antes precisava ir embora. Depois de uns 10 minutos deixando o carro esfriar. Eu Pedi pra ela colocar o pé no acelerador que ia dar partida no carro. Ela já foi logo atolando o pé e eu pedi pra pisar até a metade só. Dei a partida e o carro pegou e ficou acelerador até a metade. Eu saí para dar a volta e assumir o volante. Enquanto eu dava a volta no carro ela começou a socar o acelerador sem dó. Minha nossa não conseguia pedir pra ela parar. Ela pisava esgoelando sem medo aquele motor já cansado. Começou a esgoelar, segurando por vários segundos o acelerador no talo, fazendo o motor gritar ainda mais.

Eu estava ao lado só vendo aquele pezinho impiedoso esmurrando o acelerador até o fundo e apertando cada vez mais forte. Sempre esticando a perna pra fazer mais força e o carro como que pedindo pra parar. Ela então soltou e começou a dar bombadas bem fortes fazendo o acelerador ir até o fundo e soltar a capa até que levantou o pé e atacou com tudo o acelerador espremendo ele todo no final segurando por longos segundos. Quando soltou me pediu pra ver sei tinha marcado as solinhas macias dela.

Eu ainda dei mais algumas chupadas naquele pezinho delicioso, dei o dinheiro a ela, levei-a de volta para seu ponto e fui embora numa noite inesquecível.

 

Estas imagens são de um filme do site www.pumpthatpedal.com um dos melhores sites de pedal pumping que já vi.

Anúncios

5 comentários em “A Garota de Programa e Suas Solinhas Delicadas e Pezinhos Impiedosos!

Comente sobre essa História

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s