Girl Smashing The Gas Pedal


Cute Girl Blowing the Hyundai!


Girl Revving VW PUMA


Walking through the center of town, I saw a blond woman in her 40’s, wearing a pair of clogs that showed only her heel. She was opening the door of a Puma, an old car made on the Beetle platform, so with those perfect pedals to watch a Pedal Pumping show.

When she came in and unlocked the door I walked faster to see if I was going to drive barefoot. As I passed, I stared out the window as she pumped the gas pedal before cranking the car.

She was pounding hard on the gas before starting. The traffic light closed to the pedestrians and I was paying attention to the car to see if it start. After a few tries she started with the pedal down, when the car started it was accelerated, but not to the floor.

She took a few half-way revs and got out when the car died. She started again but the car did not start. She then gave some more pumping on the gas and started again. As long as the light did not open I listened to the sounds and movements of her inside the car.

When starting the car again, it start up faster than the first time. She gave some more revs, stronger than the middle and was going away. When the car almost die again.

When the car almost to die, she soon stepped on the clutch and gave 3 allthe way to the floor revs. It stomped loudly until the end. There is a smoke characteristic of the exhaust when it revs. The car moaned loudly, drawing attention in the street.

After the 3 revs to the floor, she gave a few more middle revs and then 3 or 4 revs to the floor, holding the gas down in the last one. That poor engine scream hard that time cleaning the carburator and the exaust. What a fast Extreme Revving Girl Show!

Mulher Acelerando Renault Duster


Estes dias estava com o carro estacionado no centro da cidade, era mais ou menos umas 7:30 da manhã. Eu estava esperando abrir uma ótica para buscar minhas lentes.

Uns 5 metros pra frente Havia um Renault Duster parado em frente a uma casa. Eu estava escrevendo em meu celular quando saiu uma mulher de camiseta, bermuda jeans e sandália preta. Fiquei reparando enquanto ela fechava o portão da casa, tentando imaginar como seriam aqueles pezinhos.

Ela era baixinha e devia ter uns 45 anos. Ela logo trancou o portão e entrou no carro. Reparei que ela tentou abrir a porta do carro com o controle do alarme mas a luz do carro não piscou. Ela então abriu a porta do carro com a chave, entrou e fechou a porta.

Eu abri os vidros do meu carro e desliguei o rádio para ouvir a partida do carro. A rua estava  vazia ainda, passaram-se 5 minutos e eu não escutei a partida do carro. Então a mulher saiu e abriu o capô do carro. Meu coração disparou! Tinha certeza que o carro dela estava sem bateria.

Ela então viu que eu estava no carro e se encaminhou até mim. perguntou se eu poderia ajudá-la pois o carro estava com a bateria fraca. Eu disse que poderia e que tinha cabos de bateria em meu carro para auxiliar.

Ela demonstrou alívio e seguiu em direção ao carro enquanto eu liguei meu carro para manobrar e colocar em posição de ligar as baterias. Enquanto eu ia fiquei reparando no calcanhar dela. Era branquinho e lisinho, bem suculento. Devia ser uma delícia de chupar.

Estacionei o meu carro na posição correta e peguei os cabos de bateria. Perguntei se era a primeira vez que acontecia e ela me disse que com o Duster era a primeira vez, mas tinha acontecido com muitos outros carros dela.

Eu então liguei os cabos em minha bateria e me encaminhei para conectá-los à bateria do carro dela. Ela já foi se encaminhando para o Duster para dar partida. Pedi que ela esperasse um pouco para que a energia circulasse entre os carros, pois meu carro ainda estava com motor frio, portanto eu achava que poderia não funcionar.

Ela me disse que tudo bem mas que precisava tentar rápido para não se atrasar. Eu disse que poderíamos agilizar então para que ela chegasse ao destino a tempo. Pedi a ela que esquentasse o motor do meu carro acelerando ele.

Ela se encaminhou para meu carro, acomodou-se no banco e apertou o acelerador até a metade e ficou segurando. O ronco do motor era moderado. Eu fiquei fingindo segurar o cabo ligado à bateria enquanto ficava excitado imaginando aquele pezinho acelerando.

Soltei os cabos e fui até a porta do motorista do meu carro e mostrei a ela onde a temperatura deveria estar para ela ligar o carro dela, então pedi que ela acelerasse forte meu carro para poder esquentar rápido.

Ela então começou a dar aceleradas fortes no meu carro sem constrangimento. Pisava até o fundo e soltava. Deu umas 10 aceleradas até o fundo, soltando e pisando. O pezinho dela era demais e quando ela acelerava até o fundo esticava a perna e mostrava a curvinha linda entre o pezinho e a sandália.

Depois das 10 aceleradas ela parou, esperou um tempo, e viu que a temperatura havia subido um pouco, acelerou de novo forte e soltou, mais uma vez e soltou. pedi pra ela acelerar forte mais algumas vezes. Ela então deu 5 pisadas fortes até o fundo e não soltou totalmente e já pisou outra vez.

Meu carro Roncou alto enquanto eu ficava de perna bamba vendo aqueles pezinhos branquinhos acelerando forte. Eu então disse que acho que já dava, mas, por segurança eu ficaria segurando os cabos da bateria.

Ela saiu do meu carro e já foi se acomodando no carro dela. Deu partida a primeira vez e o carro não pegou. Tentou a segunda e ele ainda não pegou. Ela deu umas 5 bombadas no acelerador e deu partida outra vez. O carro não pegou. Ela então começou a bombar o acelerador forte tipo tirando o pé do chão e afundando o acelerador. Deu umas 10 bombadas assim e deu partida. O carro ainda não pegou. Ela deu um tempo.

Depois de um minuto eu soltei os cabos e me encaminhei para a porta do motorista do carro dela que estava aberta. Disse que o carro deveria legar logo pois a bateria devia estar descarregada. Ela então começou a dar bombadas no acelerador. Depois de umas 15 bombadas ela deu partida no carro mas sem parar de socar o acelerador. Quando o carro começou a querer pegar ela aumentou o peso e a velocidade daqueles pezinhos. Bombou forte o acelerador  e rápido até que o carro pegou.

Quando o Duster deu partida ela continuou bombando o acelerador fazendo o carro gritar alto. Bombava rápido e forte que o carro quase engasgou. Mas ela estava no controle! Quando ele ameaçou engasgar ela parou de bombar o acelerador e deu umas aceleradas até o fundo e soltou. Deu umas 4 aceleradas assim, quando viu que o carro não ia engasgar ela começou a fincar o pé sem dó. Eu estava ao lado assistindo a cena mais incrível dos últimos tempos. Ela metia o pé no acelerador fazendo o Duster urrar sem parar. Ela pisava sem dó mesmo. Apertava até o fundo em sequência mas não soltava até o fim o acelerador. Pisava até o talo, voltava na metade e pisava tudo de novo. Fazia isso com certa velocidade não dando trégua pro Duster.

Depois de umas 10 aceleradas dessa ela fincou o pé e segurou. Esmagou o acelerador que dava pra ver seus dedinhos brancos apertados contra a sandália apertando o acelerador até o fundo. O motor gritava alto sem trégua e ela esticava aquela perna lisinha.

Depois de uns 4 segundos ela soltou o acelerador e voltou a pisar forte e soltar até a metade. Mais umas 5 aceleradas fortes sem dó.

Aí eu disse pra ela que ia desligar os cabos pra ver se tinha resolvido. Ela disse ok e desligou o carro. Eu desliguei o cabo da bateria dela e disse que ela podia ligar o carro. Ela então deu a partida e o carro girou pesado a partida como se não fosse pegar.

Ela logo voltou no acelerador e bombou rápido e forte. O carro pegou e ela começou a esgoelar ele sem medo e sem dó. Afundava o pé e fazia o motor gritar muito. Pisava e soltava até o fundo sem voltar o pedal todo e já fincava de novo o acelerador no fundo em rápido. Parecia que estava descontando a raiva. Deu umas 20 aceleradas dessa e depois fincou o pé e segurou no fundo. O motor do carro estava gritando muito e ela não mostrou que queria parar. Ela segurou o acelerador no talo por uns 7 segundos e soltou.

Deu mais umas 6 esgoeladas no carro e parou. Eu disse que achava que não ia dar mais problema. Ela desligou o carro. Esperou um tempo. E foi dar partida outra vez, mas com o acelerador todo no fundo. Girou a chave e o carro logo urrou alto e ela soltou, deu mais algumas aceleradas fortes, me agradeceu e saiu com o carro.

 

 

More of PedalGoddess RevvlynVroom